terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

[Prunus Dulcis] Amendoeira


Esta amendoeira é uma das minhas paixões. Quando decidi retirá-la, estava um pouco a medo pois em várias pesquisas que tinha feito muitas vezes era referenciado que a sua recuperação era difícil e que facilmente morriam após colocação em vaso. Mas encontrei esta planta num terreno ao pé da minha casa e gostei dela logo à primeira pois apresentava um movimento que não era normal numa amendoeira, pois muitas das que se vêm por aí no campo têm tronco muito direitos. Esta apresentava um tronco sinuoso, criado naturalmente sem qualquer intervenção humana, e já estava a começar a criar uma casca interessante.

Foi retirada em Fevereiro de 2008 e colocada numa caixa de madeira.



Em 2010, foi transplantada e passada para um vaso de treino, sendo reposicionada.



Na última aula com o Rui Ferreira, em Janeiro de 2012, levou com a primeira intervenção em cima, sendo seleccionados alguns ramos e aramados para definir a estrutura de base. A ideia é desenvolver uma espécie de literati, aproveitando as características do movimento natural do tronco, que irá ter o seu momento alto na altura da floração.



A floração desta altura é um espectáculo.



Não desenvolveu muito ao nível da folhagem pois tem sofrido imenso com os ácaros que deitam facilmente abaixo a planta. É igualmente especialmente sensível ao nível da rega, sendo que se passa um pouco de sede, perde logo quase metade da folhagem que tem. Mas é uma das minhas plantas favoritas e, como sou algarvio de nascimento e residência, a minha colecção não podia passar sem uma árvore emblemática da nossa região como é a amendoeira.

5 comentários:

Rodrigo Sousa disse...

Viva Nuno.
Eu lembro-me dela.

Decididamente está recuperada (o que não é fácil!!)

Vai dar um prunus daqueles bastante elegantes com as flores de Fevereiro..

Sorte com ela..

Um abraço.

Nuno Encarnação disse...

Viva Rodrigo!

Pois é, já a tinhas visto ao vivo antes.

Agora é que ela vai iniciar a formação, mas tenho esperança que consiga desenvolver uma planta bonita e elegante a partir desta base.

Abraço,

Luís Cunha disse...

OLá Nuno!

Parabéns pelo exemplar! Gosto bastante do movimento do tronco =) Quando o tronco ficar com mais casca vai ficar um mimo...
Gosto também do trabalho que fizeste!

Queria te perguntar se tens alguma dica a dar me na recuperação desta espécie!?

Boa continuação
Abraço

Luís Cunha

Nuno Encarnação disse...

Viva Luís!

Obrigado pelos comentários. :)

Em relação à recuperação, não sei bem o que te dizer.

Coloquei a amendoeira na caixa de madeira ainda com a terra de origem e sem mexer nas raízes. Na altura ainda misturava turfa no substrato e misturei com akadama e brita calcária de uma obra ao pé de casa.

Não a protegi demasiado, tendo-a colocado apenas num canto mais abrigado do meu terraço, sem exposição directa ao sol.

De resto foi borrifá-la quando conseguia e acabou por pegar bem.

Quando a apanhei ainda não tinha florido e como lhe cortei alguns ramos, não chegou a florir nesse ano mas nos anos seguintes floriu sempre (excepto em 2010 quando foi transplantada para o vaso de treino).

Quando a tirei da caixa tinha feito imensas raízes e deu para retirar a terra toda de origem, tendo sido colocada apenas em akadama de grão médio.

A única coisa que é preciso ter cuidado com a amendoeira é que ela tem de ser bem regada e não lhe pode faltar água, senão perde grande parte da folhagem e pára o crescimento durante algum tempo, podendo ficar parada até ao ano seguinte.

Os problemas maiores que tenho tido são com os ácaros que parece que nascem expontaneamente, tal não são os ataques. Este ano vou-lhe aplicar um ovicida ainda nesta semana para ver se faço logo prevenção.

Abraço!

Luís Cunha disse...

Olá Nuno!

Só agora vi a tua resposta, desculpa!

Obrigado pelas dicas ;)
Gosto sempre de perguntar a quem teve sucesso na recuperação de uma determinada espécie, pois às vezes poderá ter uma dica, que por pequena que possa parecer pode fazer toda a diferença no sucesso ou não da recuperação!
Exemplo disso, tem sido o Blog dos nosso amigos espanhóis (El Tim) que tem apresentado várias dicas e produtos, que pelos vistos são guardadas em máximo segredo por quem recupera material, mas pelo que se pode verificar fazem uma grande diferença nos resultados finais!

Boa continuação para o projecto!

Abraço